DEBATE
27 A 29 DEZ

O FIM DA CRISE

DESCONFERÊNCIAS DO SÃO LUIZ
JARDIM DE INVERNO
TERÇA A QUINTA ÀS 18H30

Sinopse

Nas conferências, confere-se. Nas desconferências, por maioria de razão, desconfere-se. É precisamente isso que nos propomos fazer. Neste crepúsculo de todas as crises (as de 2011, porque as de 2012 estarão já aí a romper), interessa-nos desmontar, produzir ironia a sério, enquanto etapa primeira de um possível processo de conhecimento. Interessa-nos fazer explodir, em sentidos inesperados, os lugares comuns da política, do amor, do dinheiro. Da cidadania, do desejo, dos estatutos e dos papéis sociais. Do sentido de comunidade, do egoísmo, das artes e dos seus travestimentos. De tudo o que nos vier à cabeça e nos sirva para achar que escavacamos o passado da crise e que algures há um futuro. A conferir, talvez, um destes dias.

Coordenação geral Nuno Artur Silva
Um programa São Luiz Teatro Municipal, em colaboração com as Produções Fictícias

27 DEZ
O DINHEIRO
TERÇA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

Porque amamos odiar o dinheiro, se não podemos – nem queremos - viver sem ele? Vamos conversar à volta do paradoxo de haver dinheiro a menos nas nossas carteiras e dinheiro a mais nas nossas conversas. Ou não? A sessão será pontuada pela exibição de um vídeo em que várias pessoas falam da sua relação com o dinheiro.

Coordenação Pedro Santos Guerreiro (director do Jornal de Negócios)
Convidados José Maria Ricciardi (Presidente do Banco Espírito Santo Investimento), António Pinto Leite (Sócio e Co-Presidente do Conselho de Administração da MLGTS e Presidente da Associação Cristã de Empresários e Gestores)


28 DEZ
O AMOR
QUARTA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

O que mudou e está a mudar no nosso entendimento (ou desentendimento) do que é o amor? E como é que o amor sobrevive à banalização das suas canções e ficções nos media contemporâneos?.

Coordenação Pedro Mexia (poeta e crítico)
Convidados Aldina Duarte (fadista), João Lopes (crítico de cinema), Patrícia Pascoal (sexóloga), Sónia Balacó (actriz)


29 DEZ
A POLÍTICA
QUINTA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

Numa época dominada pelos discursos e práticas economicistas e financeiras, é este o momento para o regresso dos políticos e da Política? Vamos conversar sobre a relação da política com a crise no actual contexto europeu.

Coordenação Daniel Oliveira (comentador)
Convidados José Medeiros Ferreira (professor e comentador político), Viriato Soromenho Marques (professor e comentador político), Ricardo Araújo Pereira (humorista)

Sinopse

Nas conferências, confere-se. Nas desconferências, por maioria de razão, desconfere-se. É precisamente isso que nos propomos fazer. Neste crepúsculo de todas as crises (as de 2011, porque as de 2012 estarão já aí a romper), interessa-nos desmontar, produzir ironia a sério, enquanto etapa primeira de um possível processo de conhecimento. Interessa-nos fazer explodir, em sentidos inesperados, os lugares comuns da política, do amor, do dinheiro. Da cidadania, do desejo, dos estatutos e dos papéis sociais. Do sentido de comunidade, do egoísmo, das artes e dos seus travestimentos. De tudo o que nos vier à cabeça e nos sirva para achar que escavacamos o passado da crise e que algures há um futuro. A conferir, talvez, um destes dias.

Coordenação geral Nuno Artur Silva
Um programa São Luiz Teatro Municipal, em colaboração com as Produções Fictícias

27 DEZ
O DINHEIRO
TERÇA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

Porque amamos odiar o dinheiro, se não podemos – nem queremos - viver sem ele? Vamos conversar à volta do paradoxo de haver dinheiro a menos nas nossas carteiras e dinheiro a mais nas nossas conversas. Ou não? A sessão será pontuada pela exibição de um vídeo em que várias pessoas falam da sua relação com o dinheiro.

Coordenação Pedro Santos Guerreiro (director do Jornal de Negócios)
Convidados José Maria Ricciardi (Presidente do Banco Espírito Santo Investimento), António Pinto Leite (Sócio e Co-Presidente do Conselho de Administração da MLGTS e Presidente da Associação Cristã de Empresários e Gestores)


28 DEZ
O AMOR
QUARTA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

O que mudou e está a mudar no nosso entendimento (ou desentendimento) do que é o amor? E como é que o amor sobrevive à banalização das suas canções e ficções nos media contemporâneos?.

Coordenação Pedro Mexia (poeta e crítico)
Convidados Aldina Duarte (fadista), João Lopes (crítico de cinema), Patrícia Pascoal (sexóloga), Sónia Balacó (actriz)


29 DEZ
A POLÍTICA
QUINTA ÀS 18H30
JARDIM DE INVERNO

Numa época dominada pelos discursos e práticas economicistas e financeiras, é este o momento para o regresso dos políticos e da Política? Vamos conversar sobre a relação da política com a crise no actual contexto europeu.

Coordenação Daniel Oliveira (comentador)
Convidados José Medeiros Ferreira (professor e comentador político), Viriato Soromenho Marques (professor e comentador político), Ricardo Araújo Pereira (humorista)

Críticas

Não existem críticas.

Preçário

1

Descontos

 

Comentários

Roberto Moreno
27 Dezembro 2011 - 04h21m
O fim da CRISE poderá ser através da marca GEO. - A Fundação Geolíngua, possui um projeto revolucionário e que dá pelo nome de ENDOECONOMIA (ver no google) uma economia “pescadinha com o rabo na boca”. - A marca GEO, registada em 18 categorias, (alimentos, telecomunicações, bancos …) viabiliza o conceito de Endoeconomia, pois, coloca na mão do POVO, eleitor e consumidor, o poder de decisão ao adquirir um produto ou serviço da referida marca, 100% altruísta! – E, é com 100% do “lucro”, que a Fundação irá promover a língua portuguesa através de ações nas áreas da Educação, Saúde e apoio à Segurança Pública, ao criar a GEO-escola, GEO-hospital, GEO-bombeiro, …entre outros! - É o GEO consumidor que terá de volta estes benefícios, já pagos, nas áreas mencionadas. - O conceito de Endoeconomia e a marca GEO, foi apresentado pela Geolíngua, em 2002, ao Ministério da Administração Interna, de Portugal, dando cumprimento à exigência patrimonial da referida Fundação. - Foi deixado, para análise, a este Ministério, uma proposta na busca dos recursos financeiros para as suas ações, bem como, uma garrafa de água GEO (das cerca de 60 mil garrafas de água armazenada) e uma amostra de vinho do porto GEO, onde o texto dos rótulos ilustra que 100% do lucro é para aplicar nas áreas já mencionadas. – O intercâmbio Iberófono na Educação, Saúde e Segurança …, entre os 700 milhões de futuros “Geo consumidores”, nos 30 países da União Iberófona (CPLP+E - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e Espanhola) será uma realidade, para breve. – A televisão RTP, em 2004, divulgou uma reportagem de 25 minutos com Roberto Moreno, onde se ilustra, com detalhes, todo o conceito de Endoeconomia. - A rádio TSF no Fórum “Crise nas Universidades”, também, divulgou estas propostas. - Mais, em (351) 21 313 99 99 ou 966 054 441 ou geo@geolingua.org
stqqssd
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            
 
BILHETEIRA
 
bilheteira@teatrosaoluiz.pt
Tel.  (+351) 213 257 650
Todos os dias, das 13h às 20h
Siga-nos no: facebook