Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

Identidades

Ciclo Um Coração Normal
©Ninfeia Ateliê
Este evento já decorreu
Datas e Horários

14 dezembro
terça, 19h

Local

Sala Luis Miguel Cintra

Preço

Entrada livre, sujeita à lotação da sala. Bilhetes disponíveis online em bol.pt (50% da lotação) e na bilheteira do Teatro (restante 50% da lotação) no próprio dia, a partir das 15h, até 4 por pessoa.

Descrição

A partir de 1 dezembro e até outra indicação da DGS, de acordo com as novas medidas para acesso a eventos com lugares marcados, é necessário apresentar certificado de vacinação ou recuperação válidos ou certificado de testagem negativo (teste PCR realizado nas 72h antes do espetáculo; teste antigénio realizado nas 48h antes do espetáculo).

Para mais informações, contactar a bilheteira pelo telefone: 213 257 650 ou pelo email: bilheteira@teatrosaoluiz.pt

 

 

 

Uma conversa informal sobre género, sexualidade, ativismo, comunidade e individuação, entre outros temas possíveis, com a participação de Ana Aresta, presidente da ILGA Portugal, Paulo Pascoal, ator e ativista pelos Direitos Humanos, André Tecedeiro, poeta e artista visual, e Rita von Hunty, drag queen, educadora e Youtuber. Aproveitando os testemunhos na primeira pessoa e as questões e contributos do público, a conversa terá moderação de Constança Carvalho Homem.

 

Um Coração Normal é um ciclo dedicado aos temas da identidade de género e orientação sexual, que engloba três momentos distintos, embora complementares: Identidades, uma conversa informal sobre o tema, com testemunhos na primeira pessoa e a participação de especialistas; Vita & Virginia, de Eileen Atkins, uma compilação de 20 anos de cartas entre as escritoras Virginia Woolf e Vita Sackville-West, particularmente a correspondência trocada nos anos 20, quando se conheceram e apaixonaram; e Gejaĉo, um ato performativo tornado ritual, onde também se quer transitar da biografia individual para a inclusão de todos os que dele quiserem fazer parte.

FOLHA DE SALA

 


 

Constança Carvalho Homem
Divide-se entre a tradução, a dramaturgia e a criação original.
Programadora dos festivais Queer Lisboa e Queer Porto. Da sua atividade atual, destaca a crónica A tábua, o gesto, que assina na revista Forma de Vida, e a presença no núcleo internacional de performance em rede Utterings.

Ana Aresta
Lésbica, feminista e ativista pelos Direitos Humanos – com foco principal em questões de Igualdade de Género e em Direitos LGBTI –, preside desde 2019 a Direção da Associação ILGA Portugal – Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo.
Com formação académica em Gestão do Património e Práticas Culturais para Municípios, é na área das Ciências Políticas e da Comunicação que reside atualmente a sua atividade profissional.

André Tecedeiro
(n. 1979)
É licenciado em Pintura e em Psicologia e mestre em Artes Visuais e em Psicologia dos RH, do Trabalho e das Organizações (Universidade de Lisboa).
Publicou Rebento-Ladrão (Tea for One, 2014), Deitar a Trazer (Douda Correria, 2016), O Número de Strahler (Do Lado Esquerdo, 2018), A Arte da Fuga (Do Lado Esquerdo, 2019) e recentemente A Axila de Egon Schiele (Porto Editora, 2020), que reúne os livros anteriores e os poemas dispersos em revistas literárias e antologias. A sua poesia será em breve publicada também no Brasil, pelas Edições Macondo.
Em 2021 escreveu Joyeux Anniversaire, para Teatro Meia Volta, e está neste momento a desenvolver outros projetos na área da dramaturgia.
O seu trabalho foi tema de uma sessão do Clube dos Poetas Vivos, (Teatro Nacional D. Maria II, 2019), de uma leitura encenada do ciclo Da Voz Humana (Livraria Ferin, Lisboa, 2019) e de diversos programas de rádio e podcasts.
https://www.andretecedeiro.com/

Paulo Pascoal
Paulo Pascoal nasceu em Lisboa a 8 de julho de 1982, mas é angolano.
Licenciado em Artes Cénicas pela The Juilliard School e Mestre em Estudos Culturais Africanos pela McGill University de Montreal. Trabalha em rádio, televisão, teatro e cinema e colabora com vários artistas multidisciplinares em performances, exibições e apresentações para museus, e outros espaços, sobre as condições teóricas e existências de corpos negros e queer. É fundador da Peaceful Nation, uma plataforma de resgate, formação e promoção de artistas da comunidade LGBTQIAPK+ de Africa e da sua diáspora.

Rita von Hunty
Rita von Hunty é a persona drag do ator e professor Guilherme Terreri.
Com formação em artes cénicas pela UNIRIO e Língua e Literatura Inglesa pela USP, Rita desenvolve um trabalho de arte-educação focado na discussão de temas sociais através dos Estudos de Cultura.
Ela atua no cinema, teatro, apresenta um programa de TV exibido em toda América Latina (Drag Me As A Queen – NBCU) e tem um canal no Youtube (Tempero Drag – 855mil inscritos). Rita também é colunista da Carta Capital e do programa Saia Justa (GNT).

Ficha Técnica

Moderação Constança Carvalho Homem Convidados Ana Aresta, André Tecedeiro, Paulo Pascoal e Rita von Hunty

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides
CABRAQIMERA CANCELADO ×

O Teatro São Luiz lamenta informar o cancelamento da instalação Poromechanics e do espetáculo Cabraqimera, ambos de Catarina Miranda, por elementos da equipa artística terem testado positivo à Covid-19. Pode solicitar a devolução do valor do seu bilhete, até dia 1 fevereiro 2022.

Saber Mais