Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

O Cerejal

De Anton Tchékhov Encenação Sandra Faleiro
Datas e Horários

13 a 31 janeiro
terça, quarta, sexta e sábado 21h; quinta, 20h; domingo 17h30

Local

Sala Luis Miguel Cintra

Preço

Bilhetes à venda brevemente

Classificação

A classificar pela CCE

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa Audiodescrição

31 janeiro, domingo, 17h30

Descrição

O Cerejal, última peça escrita por Tchékhov, foi encenada pela primeira vez, em 1904, por Stanislavski, surpreendendo o autor, que terá visto uma tragédia quando pensava ter escrito uma comédia com alguns elementos de farsa. Ali se fala do fim a vida, do fim de um ciclo político, do fim da paz – fins que causam medo, despoletam urgências e fugas várias, dominam inconscientes, determinam comportamentos. Para a encenadora Sandra Faleiro, a peça espelha uma consciência que também nos habita hoje, a do fim iminente de um paradigma. “De alguma forma, também nós sabemos que os modelos económicos e os modos de vida que mantemos terão de ser alterados, que as mudanças climáticas em breve se tornarão irreversíveis, que as migrações em virtude da seca e da fome aumentarão, e que o equilíbrio do planeta se encontra ameaçado, sem que pareçam emergir soluções, necessariamente globais, que tentem reverter esta situação”, escreve, numa reflexão que a leva a interrogar-se sobre que lugar deverá o teatro ocupar neste panorama.

Ficha Técnica

Encenação Sandra Faleiro Assistência de encenação Alice Medeiros Interpretação Ana Valentim, Cristina Carvalhal, Cucha Carvalheiro, Inês Castro Dias, José Leite, Joana Campelo, Nuno Nunes, Paulo Pinto, Pedro Lacerda, Sandra Faleiro e Vítor d’ Andrade Desenho de luz Rui Monteiro Sonoplastia Sérgio Delgado Produção Sofia Bernardo Coprodução Causas Comuns e São Luiz Teatro Municipal /// A Causas Comuns é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal – Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes.

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides