Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

O PÚBLICO VAI AO TEATRO

Encontros sobre políticas da receção e desenvolvimento de públicos no contexto das artes performativas
©Estelle Valente
Este evento já decorreu
Datas e Horários

29 e 30 outubro
segunda 9h30-23h30 e terça 10h-20h

 

A participação nos Encontros deverá ser efectuada mediante inscrição antecipada através do email encontrospvt@gmail.com com indicação dos painéis e oficinas em que se quer inscrever

Local

Sala Bernardo Sassetti

Preço

Entrada livre sujeita a lotação da sala / Lotação limitada para os painéis e oficinas

Descrição

Fechando a segunda edição de O Público Vai ao Teatro, um projeto de desenvolvimento de públicos que envolveu três grupos distintos – crianças, adultos e professores – no acompanhamento da programação do Teatro São Luiz ao longo das temporadas 2016-2017 e 2017-2018, pretende-se criar um momento de encontro entre diferentes agentes do sector artístico, bem como de outras disciplinas, em torno da análise das relações entre criação, programação e receção no âmbito das artes performativas, procurando problematizar os nexos entre estes três polos e sistematizar politicas e estratégias de envolvimento.

 

PROGRAMA

Segunda-feira, 29 outubro

9h30-10h // Receção dos participantes

10h-10h30 // Sessão de Abertura
Com Joana Gomes Cardoso (Presidente do Conselho de Administração/ EGEAC), Aida Tavares (Directora Artística/ São Luiz Teatro Municipal), Teresa Fradique (Antropóloga/ ESAD.CR-IPL; CRIA-FCSH), equipa de coordenação do PVT

10h30-13h30 // PAINEL 1: (DES)ENVOLVER PÚBLICOS
Painel em torno da problematização e desenvolvimento concetual da noção de “desenvolvimento de públicos”.
Moderação: Maria Vlachou (Directora Executiva / Acesso Cultura)
Com Elisabete Paiva (Directora Artística/ Materiais Diversos), Mafalda Dâmaso (Investigadora), Aldara Bizarro (Coreógrafa), Isabel Branco (Professora e Investigadora em educação / Directora do Centro de Formação da ESTAL), Luís Sousa Ferreira (Director/ 23 Milhas), Vítor Paulo Pereira (Presidente da Câmara Paredes Coura)

15h-19h // OFICINA 1: MODOS DE FAZER – CASOS DE REFERÊNCIA
Esta oficina propõe a reflexão e estruturação de esboços de propostas de actividades ou futuros projectos de desenvolvimento de públicos em contextos hipotéticos de mediação, partindo da apresentação de alguns casos de referência.
Orientação: Samuel Guimarães (Coordenador Serviço Educativo/ Museu do Douro; Professor/ ESMAE)
Projectos convidados: 23 Milhas (Luís Ferreira), O Público Vai ao Teatro (Sara Duarte e Catarina Soares), Programa de Educação Estética e Artística (Carla Rosa), Walk & Talk (Jesse James)
21h-23h // FILME + CONVERSA O Espectador Espantado, de Edgar Pêra (2016, 70min)
Convidados: Edgar Pêra (Cineasta); Ana Isabel Soares (Professora e Investigadora/ Universidade do Algarve); João Garcia Miguel (Encenador e Programador)

Terça-feira, 30 outubro

10h-13h // OFICINA 2: A INSTITUIÇÃO FUTURA
Esta oficina convoca os participantes a trabalhar, em grupo, em torno do perfil de uma instituição cultural, definindo a sua missão, valores, objectivos e estratégias na relação com os públicos.
Orientação: Rui Catarino (Gestor Cultural; Administrator/ TNDMII; Professor/ ESTC)

14h30-18h // PAINEL 2: RECEÇÃO ARTÍSTICA – O PERCURSO DO ESPECTADOR
Este painel centra-se na experiência integrada da recepção artística na relação com a criação e a programação, procurando convocar o olhar dos vários agentes culturais implicados no percurso do espectador.
Moderação: Alfredo Martins (Artista Associado/ TMV)
Com Sandra Madeira (Técnica de Bilheteira/ TNDM II), Vera Santos (Bailarina / pedagoga e investigadora), Catarina Medina (Diretora Comunicação/ Culturgest), Rui Campos Leitão (Musicólogo/ AMEC | Metropolitana), Francisco Frazão (Diretor Artístico/ Teatro do Bairro Alto) e Ana Teresa Magalhães, Margarida Silva e Viviane Almeida (espectadoras / participantes do projecto PVT)

18h30-20h // REFLEXÕES FINAIS – O CAMINHO PARA O TEATRO
Apresentação de uma síntese dos Encontros e de questões para reflexão e debate.
Moderação: Teresa Fradique (Antropóloga/ ESAD.CR-IPL; CRIA-FCSH)

 

Ficha Técnica

Organizadores Alfredo Martins (Artista associado/ TMV; membro/ NAVA), Anabela Almeida (Artista associado/ TMV), Sara Duarte (Artista associado/ TMV), Teresa Fradique (Antropóloga/ ESAD.CR-IPL; CRIA-FCSH) Discussant Teresa Fradique Consultoras Elisabete Paiva (Directora Artística/ Materiais Diversos), Maria Vlachou (Directora Executiva/ Acesso Cultura), Sara Barriga (Programadora Cultural e Educativa) Conceção do espaço Andreia Salavessa (Arquitecta/ ateliermob) Parceiros institucionais Ministério da Cultura, Ministério da Educação, NAVA (Núcleo da Antropologia Visual,  da Arte) do CRIA (Centro em Rede de Investigação em Antropologia e Escola Superior de Educação de Lisboa Apoio Câmara Municipal de Lisboa / Pólo Cultural das Gaivotas Organização Teatro Meia Volta e Depois à Esquerda Quando Eu Disser e São Luiz Teatro Municipal / O Teatro Meia Volta e Depois à Esquerda Quando Eu Disser é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal / Direcção Geral das Artes

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides