Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

Sensibilização para outros corpos

Dança sem Idade
SIMPÓSIO
Este evento já decorreu
Datas e Horários

18 novembro
quinta, 17h30

Local

Sala Mário Viegas

Duração

2h

Preço

Entrada Livre, sujeita à lotação, com levantamento prévio de bilhetes

Acessibilidade
Audiodescrição

Em inglês, com tradução simultânea para português.

Descrição

Este painel inserido no programa Dança sem Idade conjuga especialistas do universo académico e artístico que investigam a temática do corpo com mais idade e a sua visibilidade, com foco direto na dança mas abordando também o corpo na sociedade contemporânea. Conta com participações de Ana Macara, Emma Lewis, Kaite O’Reilly, Nanako Nakajima, Ramsay Burt e Susanne Foellmer.

 

Dança Sem Idade centra-se na questão da idade e do envelhecimento, seja no plano da dança seja num âmbito mais geral no seio da sociedade. A articulação das suas diferentes atividades visa contribuir para a desconfirmação de ideias pré-estabelecidas e ainda pouco contrariadas quanto à idade até à qual se pode dançar, e das expectativas por parte do público quando confrontado com um corpo fora destes parâmetros convencionados.
O projeto coloca em diálogo profissionais da dança com mais de 40 anos e figuras académicas, de vários países, reivindicando espaço e visibilidade para corpos menos jovens e já não no fulgor da exuberância física, mas que com toda a sua experiência e inteligência motora acumuladas podem ainda interpelar e conquistar os públicos.
Contemplam-se três dias de práticas artísticas, abertos à participação de profissionais da dança com mais de 40 anos. Em cada dia, haverá uma proposta diferente de trabalho liderada por artistas com linguagens e práticas diferenciadas entre si, como são Nacera Belaza, Ali Chahrour e Francisco Camacho. Esta diversidade contribuirá para a activação e reciclagem artísticas destes participantes. No plano da reflexão teórica, promove-se um simpósio com figuras relevantes da investigação académica desenvolvida neste campo, no âmbito internacional, assim como uma conversa após a apresentação de VELHⒶS, com o seu coreógrafo Francisco Camacho e a coreógrafa e investigadora Susanne Martin, num diálogo sobre as suas práticas e perspectivas artísticas, com a moderação da jornalista e ativista cultural Carla Fernandes. VELHⒶS reúne um grupo de profissionais que já dobraram os 50 anos, com a música ao vivo de Sérgio Pelágio, e contando com a generosa participação de habitantes lisboetas com ainda mais idade.

 


 

Notas biográficas

Ana Macara, Mestre e Doutorada na área da Dança, está aposentada como Professora Associada, do Departamento de Dança da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa onde trabalhou de 1983 a 2016, lecionando Técnica de Dança, Composição e Produção Coreográfica entre outras disciplinas de licenciatura, mestrado e doutoramento. Coordenadora do Departamento de Dança de 2002 a 2009 e do Mestrado em Artes Performativas da FMH-UTL de 2008-2014. Atualmente é investigadora do Instituto de Musicologia – Música e Dança (INET-MD) e do Centro de Estudos em Artes do Performativas da FMH – Universidade de Lisboa. Editou vários livros, tais como Corpos (Im)Perfeitos: Reflexões para o entendimento da diversidade do performer contemporâneo ou Pulses and impulses for dance in the community. Em 2010 organizou o Seminário Internacional Dancing through Maturity, na FMH. Publicou diversos artigos sobre dança, coreografia e educação artística, entre os quais Dance practice: There’s no age for playing with art, chance and communication e Idosos que dançam. Em 2005, ao comemorar o seu 50º aniversário, criou e interpretou o solo Half-Siècle, apresentado em Portugal, Brasil, Finlândia e Turquia. Entre 2009/11 participa como criadora/intérprete no projeto No Princípio liderado por Soraia Silva e apoiado pelo Instituto das Artes/CEN/UnB, e CESC de Brasília. Para a Companhia de Dança de Almada criou Sol Memória, Corpos de Luz, Dependências, Pulos na rua com os pés na Lua, Asas e Carapaças, Hastes e Barbatanas e Elevado a 4, entre outras peças. Co-diretora Artística da Quinzena de Dança de Almada – Festival Internacional de Dança desde 1992 e consultora da Companhia de Dança de Almada desde 1990. Em 2004 recebeu o Prémio Lawther da UNCG (EUA), pela sua carreira como profissional de Dança.

Emma Lewis é formada na Royal Ballet School, a carreira de Emma começou no ballet clássico, trabalhando em Espanha e Itália. Redescobriu a dança contemporânea aos 23 anos, formou-se na London Contemporary Dance School antes de se envolver com o Cullberg Ballet, na Suécia. Após o nascimento da sua segunda filha, Emma mudou-se para França e pensou em pendurar as sapatilhas de pontas, mas não foi o que aconteceu. Continuou a trabalhar e a colaborar com coreógrafos em França e na Suécia, enquanto se certificava como professora em técnicas de dança clássica e contemporânea e no método Pilates. Tem o privilégio de trabalhar há muitos anos com uma grande variedade de pessoas, desde dançarinos profissionais a sofredores de Parkinson, enriquecendo o seu conhecimento e as suas vidas através da magia da música e do movimento. Emma faz parte do DANCE ON Ensemble.

Kaite O’Reilly é poeta, dramaturga e vencedora de vários prémios, escreve para rádio, cinema e performance. Os prémios incluem o Peggy Ramsay Award, o Manchester Theatre Award, o Theatre-Wales Award e o Ted Hughes Award por novos trabalhos em Poesia para Persas (National Theatre Wales). Foi homenageada em 2017/18 pelo Prémio Internacional Elliot Hayes de Dramaturgia pelo seu trabalho entre as culturas surdas e ouvintes. Entre 2003-06 foi bolsista criativa do Arts and Humanities Research Council explorando Dramaturgias alternativas informadas por uma perspectiva surda e da deficiência na Universidade de Exeter, desenvolvida no International Research Center Interweaving Performance Cultures, Freie Universitat, Berlin (2011-18 ). Foi-lhe atribuído um Hawthornden Fellowship, quatro comissões ilimitadas e dois Creative Wales Major Awards do Arts Council Wales, o último para The Beauty Parade, uma apresentação no Wales Millennium Centre em março de 2020 apresentando linguagens faladas, cantadas, projetadas e visuais, co-dirigido com o colaborador de longa data, Phillip Zarrilli. Ela é conhecida por seu trabalho pioneiro na cultura da deficiência e na estética do acesso. The ‘d’ Monologues e Atypical Plays for Atypical Actors são publicados pela Oberon / Bloomsbury. A sua primeira longa-metragem com a Mad as Birds Production Company estreará em 2022. www.kaiteoreilly.com

Nanako Nakajima(中 島 那 奈 子 ) é uma académica e dramaturga de dança de Kyoto, Japão, doutorada e mestra de dança tradicional japonesa e professora visitante Valeska Gert 2019/20 na Freie Universität Berlin. A sua recente dramaturgia inclui Dance Archive Box Berlin (Akademie der Künste Berlin, 2020) e o trabalho de Wang Mengfan com bailarinos reformados na China, 2019. Nanako recebeu a Comenda Especial em Dramaturgia do Prémio Elliot Hayes. Em 2020, ela lançou o seu laboratório Dramaturgia de Dança do Envelhecimento no Kyoto Art Theatre Shunju-za. Publicações: Dramaturgia da Dança, O Corpo Envelhecido na Dança; http://www.dancedramaturgy.org

Ramsay Burt é professor emérito da Universidade De Montfort. Suas publicações incluem The Male Dancer (1995, revisado em 2007 e 2022), Alien Bodies (1997), Judson Dance Theatre (2006), Writing Dancing Together (2009) com Valerie Briginshaw, Ungoverning Dance (2016), British dance: Black routes (2016) com Christy Adair e Dance, Modernism and Modernity com Michael Huxley (2019). Foi editor fundador do Discourses in Dance com Susan Foster. Em 1999, foi professor visitante do Departamento de Estudos da Performance da Universidade de Nova York. Em 2010, foi Professeur Invité na l’Université de Nice Sophia-Antipolis e foi professor convidado na PARTS em Bruxelas.

Susanne Foellmer é uma estudiosa de dança e teatro. Concluiu o Doutoramento na Freie Universität Berlin, com foco em corporeidades inacabadas na dança contemporânea e na arte performática. Formada no Institute for Applied Theatre Studies da Justus-Liebig-Universität Giessen (mestrado), a sua dissertação tratou da dança e do drama na Era de Weimar com foco especial na bailarina e atriz Valeska Gert, abordando também representações de género , política e inter / medialidade. As suas pesquisas mais recentes abordam a dança e a performance na perspetiva das “sobras”, sendo examinadas em seu projeto Sobre Remanescentes e Vestígios. Strategies of Remaining in the Performing Arts (financiado pela German Research Foundation / DFG). Além disso, trabalha como dramaturga em dança e teatro, com Helena Botto, Dance Company Rubato, Isabelle Schad e Jeremy Wade, entre outros. Também atua como curadora em dança e para o Congresso de Dança de 2009 em Kampnagel, Hamburgo.

Ficha Técnica

Participantes Ana Macara, Emma Lewis, Kaite O’Reilly, Nanako Nakajima, Ramsay Burt e Susanne Foellmer.

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides
Novas Medidas ×

A partir de 1 dezembro e até outra indicação da DGS, de acordo com as novas medidas para acesso a eventos com lugares marcados, é necessário apresentar certificado de vacinação ou recuperação válidos ou certificado de testagem negativo (teste PCR realizado nas 72h antes do espetáculo; teste antigénio realizado nas 48h antes do espetáculo). Para mais informações, contactar a bilheteira pelo telefone: 213 257 650 ou pelo email: bilheteira@teatrosaoluiz.pt

Saber Mais