Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

A MORTE DE RAQUEL

Raquel Castro
Datas e Horários

26 fevereiro a 15 março
quarta, sexta e sábado, 21h; quinta, 20h; domingo, 17h30

 

Conversa com os artistas após o espetáculo
15 março, domingo

Local

Sala Mário Viegas

Preço

€12 com descontos

Classificação

A classificar pela CCE

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa Audiodescrição

15 março, domingo, 17h30

Descrição

Raquel (1981 – 2080)

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento da nossa Raquel, na noite passada, aos 99 anos de idade. A sua morte causa-nos uma enorme tristeza mas as memórias que nos deixa são também razão de alegria por termos feito parte da grande aventura que foi a sua vida. Agradecemos todas as mensagens de conforto que temos recebido.

Aos que desejarem despedir-se presencialmente o corpo estará em camara ardente entre 26 de fevereiro e 15 de março, na Sala Estúdio Mário Viegas do São Luiz Teatro Municipal.

O seu namorado, filhas, restante família amigos

 

A Morte de Raquel trata-se da história de vida de uma mulher que nasce no século XX e morre no século XXI, uma mulher que, entre outras coisas, foi filha, irmã, mulher, cidadã portuguesa, artista, esposa, mãe e um animal de cabelo ondulado.

A Morte de Raquel é uma biografia que parte da morte imaginada de Raquel Castro (encenadora do espetáculo) que acontece aos seus 99 anos de idade, no ano de 2080. Nessa tentativa de contar a sua vida, Raquel confrontará a sua vida passada até 2020 (ano de estreia do espetáculo), com a sua vida futura até 2080, fazendo colidir o passado real com as infinitas possibilidades de um futuro imaginado.

 

Bilhetes à venda brevemente.

Ficha Técnica

Texto e Encenação Raquel Castro Interpretação Joana Bárcia, João Cachola, Nuno Nunes, Raquel Castro e Rita Morais Apoio dramatúrgico Pedro Gil Desenho de luz Daniel Worm Design gráfico Isabel Lucena Vídeo João Gambino Cenografia e Figurinos: Ângela Rocha Sonoplastia e Música original Diogo Almeida Ribeiro Direção de produção Vítor Alves Brotas Apoio Fundação GDA Coprodução Barba Azul, Teatro Nacional São João e São Luiz Teatro Municipal

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides