Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

Os Filhos do Mal

Hotel Europa
Datas e Horários

11 a 20 março
quinta, 19h; sexta e sábado, 20h; domingo, 16h

Local

Sala Mário Viegas

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa

13 março, sábado, 20h

Descrição

Hotel Europa cria o seu novo espectáculo de teatro documental a partir do conceito de “pós-memória”, definido por Marianne Hirsch no seu livro Postmemory Generation: a “relação que a geração seguinte tem com o pessoal, coletivo e trauma cultural daqueles que vieram antes – experiências que são lembradas apenas através de histórias, imagens e comportamento daqueles com quem cresceram”. Em Os Filhos do Mal investiga-se a relação que as gerações que nasceram depois do 25 de Abril de 1974 têm com o Estado Novo e que memórias é que lhes foram transmitidas desse mesmo passado. O espetáculo reflete em particular sobre os filhos de pessoas que resistiram a essa opressão e os filhos de agentes dessa mesma repressão: filhos de agentes da PIDE, Mocidade Portuguesa, Movimento Nacional Feminino, Censura, Informadores, entre outros, assim como filhos de antigos presos políticos, antigos exilados políticos, membros de partidos políticos de oposição ao regime, refratários da Guerra Colonial, etc. A partir de uma extensa e contrastante recolha de testemunhos, Os Filhos do Mal pensa também como é que este passado ligado a um regime autoritário se reflete em Portugal e na Europa de hoje, olhando para o legado deixado em países que foram governados por regimes não democráticos e autoritários e os seus movimentos de resistência. Em cena, os “atores” são pessoas reais, encontradas através do processo de recolha de testemunhos, representando ali as suas próprias histórias e as de outras pessoas com um passado semelhante.

Ficha Técnica

Criação André Amálio Co-criação Tereza Havlíčková Desenho de luz Joaquim Madaíl Cenografia Maria João Castelo Produção Hotel Europa

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides