Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

GUARDAR SEGREDO

Amarelo Silvestre
Encenação Caroline Bergeron
©Rosário
Datas e Horários

30 maio a 2 junho

quinta e sexta, manhã e tarde, numa escola (mediante inscrição em maisnovos@teatrosaoluiz.pt)

sábado e domingo, manhã e tarde, num jardim a anunciar

Local

A anunciar

Duração

5 minutos por espectador

Preço

Entrada livre

Classificação

Público-alvo: > 12 anos; M/12

Descrição

Guardar Segredo é um conjunto de espetáculos de teatro que acontecem dentro de dois guarda-fatos colocados no espaço público. Dentro de cada armário apenas cabe uma pessoa – a medida certa para assistir a um dos espetáculos de Guardar Segredo. O que se irá passar lá dentro é coisa que não deve ser sabida por mais ninguém. Mas não é segredo que cada espetáculo tem cinco minutos de duração. Um espectador, um ator, cinco minutos. Assim é a proposta da companhia Amarelo Silvestre que, numa encenação de Caroline Bergeron, convida os espectadores a entrarem, um de cada vez, num guarda-fato para assistirem a uma performance. Um ato de abstração do espaço envolvente, de recolhimento, de privilégio e de coragem. Lá dentro, falar-se-á sobre segredos: guardar segredos, ter segredos, dizer segredos, morrer para não dizer um segredo, morrer por dizer um segredo, amar em segredo, sofrer em segredo. Sobre diferentes segredos: de amor, de Estado, mais ou menos obscuros, bem guardados, quebrados, que não se podem dizer.

Integrado nas Festas de Lisboa em parceria com a Programação em Espaço Público.

 

Espetáculos de Guardar Segredo:
A fada que não voa (com Rafaela Santos)
Abafada (com Rafaela Santos)
Alexandre (com Sofia Dias)
Eu sou um segredo (com Edi Gaspar)
Eu tenho três amores (com Ana Lúcia Palminha)
Há que comer a galinha morta (com Ana Lúcia Palminha)
Memórias de guarda-fatos (com Ana Lúcia Palminha)
Menino Jesus (com Edi Gaspar)
Metamorfose (Sofia Dias)
Primeiro Tango em Paris (com Edi Gaspar)
Tu não vais embora (com Rafaela Santos)
Segredos polifónicos (com Ana Lúcia Palminha, Edi Gaspar, Rafaela Santos e Sofia Dias)

Lotação: 1 espectador por espetáculo

Paralelamente ao espetáculo, acontece uma oficina de escrita e corpo/movimento conduzida pela equipa Amarelo Silvestre, destinada aos alunos que estão à espera para entrar nos guarda-fatos.

 

Ficha Técnica

Criação Amarelo Silvestre Encenação Caroline Bergeron Dramaturgia Fernando Giestas Cocriação e Interpretação Ana Lúcia Palminha, Edi Gaspar, Rafaela Santos, Sofia Dias Cenografia Henrique Ralheta e Carolina Reis Desenho de luz Jorge Ribeiro  Imagem do projeto Rosário Pinheiro Fotografia Fernando Carqueja Gestão administrativa Paula Trepado Produção executiva Susana Rocha Parceria As Casas do Visconde Coprodução Amarelo Silvestre e Câmara Municipal de Nelas Apoio República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes Agradecimentos Maria Ester Pais do Couto, Lia Alvadia, Lira e Pitum, Tiago Peres, Cristina Baccari e todas as pessoas que partilharam segredos com a Amarelo Silvestre

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides