Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

MÚSICA

De Frank Wedekind
Encenação Luis Miguel Cintra Teatro da Cornucópia
© Cristina Reis
Este evento já decorreu
Datas e Horários

Quarta a Sábado às 21h; Domingo às 17h30

Local

Sala Principal

Preço

€12 A €15 (com descontos €5 A €10,50)

Classificação

M/12

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa

3 JUL

Descrição

Estudo de costumes em 4 quadros.

Em Música, escrita em 1906, Wedekind, escritor, actor, cantor, anarquista, alcoólico, artista de cabaret, autor da Lulu e do Despertar da Primavera, escreve o que ele próprio julgava ser um dos seus textos mais violentos de crítica social, apesar da sua aparência cómica, ou pelo menos caricatural. A peça trata sobretudo da lei da penalização do aborto com cinco anos de prisão, lei feita por homens que prendem moral e fisicamente a mulher e para quem as entranhas da mulher são campo aberto para o espírito de iniciativa do sexo masculino.

Passa-se em Munique e é escrita a partir de uma história verdadeira, a de um professor de música que engravidou a sua aluna de canto Klara e a levou a abortar. O tema é tratado da forma mais cruel. Por isso a peça foi sempre muito perseguida pela censura. Como agora sabemos, o problema não é só um problema jurídico, e como se deduz de outro texto da mesma época, A Censura, contra a qual Wedekind lutou toda a vida, e que põe em cena um escritor e um representante das autoridades eclesiásticas e de que o espectáculo também aproveitará trechos. Para já é para nós um espectáculo sobre a reinante e assassina hipocrisia.

Luis Miguel Cintra

Conversa com a equipa artística, Domingo 3 Julho após o espectáculo.

Ficha Técnica

Tradução Luis Miguel Cintra com a colaboração de Cristina Reis e Edeltraud Fernandes Encenação Luis Miguel Cintra Cenário e figurinos Cristina Reis Interpretação Dinis Gomes Joseph Reissner (professor de canto); Sofia Marques Else (sua mulher); Rita Cabaço Klara Hhunerwadel (estudante de música); Duarte Guimarães Dr. Schwartzkopf e Director da Prisão; Luísa Cruz vigilante da prisão e Coronela Huhnerwadel; João Reixa guarda e locutor; Guilherme Gomes Franz Lindekuh (Literato); Nídia Roque Criada e Senhoria Co-produção Teatro da Cornucópia e São Luiz Teatro Municipal Estrutura financiada por Governo de Portugal- Ministério da Cultura/ DGARTES

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides
Concerto Adiado ×

Por razões alheias ao Teatro São Luiz e à Orquestra do Algarve, o concerto Foco Maestro – Martim Sousa Tavares e Orquestra do Algarve, previsto para 25 junho, às 20h, é adiado para 7 dezembro, sábado, às 20h.

Saber Mais