Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

OPTRAKEN

Galactik Ensemble (França)
FIMFA Lx21
©Nicolas Martinez
Datas e Horários

13, 14 e 15 de maio
quinta a sábado, 20h

Local

Sala Luis Miguel Cintra

Duração

60'

Preço

€12 a €15 (com descontos)

Classificação

A classificar pela CCE
Público-alvo: +8

Descrição

Optraken ou a arte da queda!

Um trabalho inédito e fulgurante, entre o equilíbrio, o movimento e o poder de objetos de diferentes dimensões, que parecem ganhar vida própria. Imperdível!

Um coletivo de cinco acrobatas incríveis enfrenta um ambiente hostil e lida com uma ameaça omnipresente que nos confunde. O chão instável desaparece debaixo dos seus pés, as paredes movem-se e oscilam, tetos desabam, sacos de farinha caem do céu, o perigo surge de todos os lados. O que é andar, senão arriscar a queda? Impulsionados pela sua energia louca, transformam o palco num gigantesco playground de acontecimentos aparentemente impossíveis.

Optraken é espetacular, impressionante, imprevisível e cheio de humor. Esqueçam as acrobacias e os collants graciosos, esta criação inventiva e original é uma batalha, onde qualquer movimento é vital para a sobrevivência. Após uma extensa digressão na Europa e duas temporadas esgotadas em Paris, Optraken faz a sua estreia em Portugal.

No seu primeiro projeto, Galactik Ensemble desenvolve uma acrobacia de situação, ou seja, uma reflexão sobre o Homem e a sua capacidade de se adaptar a um ambiente adverso. A sua abordagem consiste em colocar o indivíduo e o grupo perante um contexto inesperado e extremamente arriscado.

A acrobacia não surge aqui como uma forma elegante de desafiar as leis da gravidade, mas como uma capacidade de experimentar o imprevisível, o breve momento em que o controlo nos escapa, a transição ou o momento de fugir à queda para restaurar o equilíbrio. Para os acrobatas do Galactik Ensemble, todos os meios são bons para se manterem de pé… Face ao perigo, eles falam de resiliência.

 

Optraken é uma compilação de teatro de objetos, dança e circo, uma reflexão renovadora sobre como o mundo funciona.“- France Info

Um tesouro de inventividade e surpresas excelentemente geridas. Impulsionados pela sua energia louca, os cinco artistas de circo transformam o palco num imenso playground, onde a incongruência dos atos dá gradualmente o mote a um terror difuso. Como se quisessem enfatizar que também pode haver muito humor em tempos difíceis.” – Scèneweb

Sensível e hilariante.” – Libération

No palco aberto onde se acumulam os pequenos vestígios de todas as lutas passadas, as cinco almas que se tornam um corpo único, oferecem um belo espetáculo de solidariedade orgânica. O espaço vazio e acidentado, tornou-se hostil devido aos projéteis vindos de todos os lados (…), um bom espetáculo ao vivo.
– Agnès Dopff, Mouvement

O perigo está por todo o lado! Este espetáculo de uma hora, fluido, preciso e exigente, oferece belos momentos de graça e mantém-nos em suspense. Muito bem construído, com uma verdadeira progressão dramática, começa lentamente e termina em apoteose. Aqui, não passa tudo pela performance, mesmo que esta esteja presente de uma extremidade à outra. Uma lição para os jovens… e menos jovens.” – Julien Barsan,
theatredublog.unblog.fr

 

Ficha Técnica

Técnica Novo circo e objetos Idioma Sem palavras Coreografia e interpretação Mathieu Bleton, Mosi Espinoza, Jonas Julliand, Karim Messaoudi, Cyril Pernot Construção e criação de máquinas Franck Breuil Desenho de luz Adèle Grépinet Desenho de som e música Denis Mariotte Olhar exterior Matthieu Gary, Marie Fonte Aconselhamento acrobático Dimitri Jourde Fotografias Nicolas Martinez Produção Le Grand Gardon Blanc, Galactik Ensemble Coprodução Plateforme 2 Pôles Cirque en Normandie: La Brèche à Cherbourg – Cirque Théâtre d’Elbeuf, Scène Nationale de Châteauvallon; Le Tandem – Scène Nationale, Les 3T-Scène Conventionnée de Chatellerault, Houdremont Scène Conventionnée, La Courneuve, Les Subsistances – Lyon, CircuxNext, plataforma europeia coordenada por JTCE e apoiada pela Comissão Europeia Apoios Galactik tem o apoio à produção da DRAC Île-de France, apoio à criação artística para o Circo – DGCA / Ministère de la Culture, SACD – Processus Cirque, ADAMI, e o apoio à difusão de obras em território parisiense – Mairie de Paris. Arcadi Île de-France, Le Monfort Théâtre- Paris, Théâtre de L’Agora – Scène Nationale d’Evry et de l’Essonne, La Nouvelle Digue – Toulouse, CIRCa – Pôle National des Arts du Cirque – Auch, La Grainerie Fabrique des Arts du Cirque et de l’Itinérance – Balma, La Cascade / Pôle National des Arts du Cirque – Bourg-Saint-Andéol, Le Carré magique – Pôle National des Arts du Cirque en Bretagne – Lannion

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides