Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

HOTEL PARADISO

Familie Flöz (Alemanha)
FIMFA Lx21
©Marianne Menke | Familie Floez - Hotel Paradiso
Este evento já decorreu
Datas e Horários

13, 14 e 15 de maio
quinta a sábado, 20h

Local

Sala Luis Miguel Cintra

Duração

1h20

Preço

€12 a €15 (com descontos)

Classificação

M/6
Público-alvo: +8

Descrição

Os espectadores que adquiriram bilhetes para o espetáculo Optraken podem usar os mesmos bilhetes para este espetáculo (no dia e horário que constam no bilhete) uma vez que, devido à pandemia e às regras de quarentena vigentes, a companhia francesa Galactik Ensemble não poderá apresentar em Lisboa o espetáculo Optraken. Caso pretendam o seu reembolso, devem contactar a bilheteira do Teatro São Luiz, através do email bilheteira@teatrosaoluiz.pt ou do telefone 21 325 7650 (terça a domingo, 15h às 19h), ou em caso de compra online, contactar ajuda@bol.pt.

 

Os virtuosos da máscara alemã Familie Flöz apresentam Hotel Paradiso, um dos grandes sucessos da companhia, apresentado no FIMFA Lx9. A Familie Flöz combina técnicas de interpretação, mímica, teatro de máscaras, dança, marionetas, música, acrobacias e ilusionismo para criar a linguagem singular da sua escrita visual e dramática.

 

O caminho para o paraíso passa pelo inferno.
Acontecimentos muito estranhos ocorrem no tradicional “Hotel Paradiso“, uma pequena empresa familiar que se mantém de pé graças aos esforços da sua velha diretora.
Uma fonte termal promete aliviar as doenças do corpo e do espírito e sobre a porta de entrada do hotel brilham quatro estrelas. No entanto, no céu e na terra também há nuvens escuras. O filho sonha com um grande amor, enquanto luta incansavelmente com a sua irmã pela direção do hotel. A empregada rouba os hóspedes e o cozinheiro não corta apenas bifes de porco…
Quando o primeiro morto aparece, pessoal e hóspedes, sem nenhuma exceção, vêm-se envolvidos num turbilhão de acontecimentos fatais. Entre vertiginosas cadeias montanhosas abrem-se obscuros abismos, sem fundo, dos quais ninguém pode escapar. O destino do hotel parece traçado: os cadáveres nunca são bons para o negócio.
Nunca até então a Familie Flöz tinha sido tão malvada e misteriosa. Um sonho alpino cheio de humor negro, sentimentos tortuosos e um toque de melancolia.

 

★★★★★ De vez em quando, um espetáculo agarra-nos desde o início, leva-nos numa volta de montanha russa e deixa-nos no final da pista, ofegantes, a queremos fazer tudo de novo. Este é um deles.
The Edinburgh Evening News

No final do espetáculo, pode-se jurar que os atores falaram, riram e choraram. Uma experiência teatral fascinante que é executada com um controlo corporal incrível. (…). Um dos projetos teatrais mais peculiares da atualidade (…). Familie Flöz conta histórias com um humor, um encanto e um furor que parece viciante.
Süddeutsche Zeitung

Sem palavras e de alguma forma tão expressivo, cheio de melancolia, mas também tão cheio de alegria; uma comédia esplêndida e muito bem executada.
The Guardian

O público grita de entusiasmo, as pessoas batem com os pés e, quando acaba, ficam de pé nas cadeiras como se agradecessem aos intérpretes o presente que acabaram de receber. O teatro pode ser magnífico.
Berliner Zeitung

Soberbo!” –The Stage.

Nos últimos anos a companhia alemã Familie Flöz foi pioneira na regeneração do teatro de máscaras europeu, desenvolvendo um estilo inimitável (…) guiam-nos entre o riso e a comoção com a sua deliciosa mistura de humor físico e emoção.” –The British Theatre Guide.

Devia ser entregue à companhia Flöz pelo seu trabalho o prémio Charlie Chaplin, se tal prémio existisse (…). Soberbo!” –Die Welt.

Não conseguimos parar de rir. É um espetáculo inesquecível” –La Republica, Itália.

 

Ficha Técnica

Técnica Máscaras Idioma Sem palavras Criação Sebastian Kautz, Anna Kistel, Thomas Rascher, Frederik Rohn, Hajo Schüler, Michael Vogel, Nicolas Witte Encenação Michael Vogel Interpretação Anna Kistel, Fabian Baumgarten, Daniel Matheus, Sebastian Kautz Cenografia Michael Ottopal Máscaras Thomas Rascher, Hajo Schüler Figurinos Eliseu R. Weide Desenho de luz Reinhard Hubert Desenho de som Dirk Schröder Técnicos de som Florian Mönks, Thomas Wacker Técnicos de luz Sylvain Faye, Max Rux Fotografias Marianne Menke, Gabriele Zucca, Frederik Rohn, Michael Vogel, Simona Fossi Direção de produção Gianni Bettucci Coprodução Familie Flöz, Theater Duisburg, Theaterhaus Stuttgart

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides
CABRAQIMERA CANCELADO ×

O Teatro São Luiz lamenta informar o cancelamento da instalação Poromechanics e do espetáculo Cabraqimera, ambos de Catarina Miranda, por elementos da equipa artística terem testado positivo à Covid-19. Pode solicitar a devolução do valor do seu bilhete, até dia 1 fevereiro 2022.

Saber Mais