Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website

SR. NINGUÉM

Gustavo Vicente
Este evento já decorreu
Datas e Horários

Famílias: sábado e domingo, 16h

Escolas: segunda a sexta, 10h30 e 14h30

 

Conversa com os artistas:
Após os espetáculos para escolas

Local

Sala Mário Viegas

Preço

€3 criança, €7 adulto

Classificação

Público-alvo: > 8 anos; M/6

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa Sessão Descontraída

Famílias: sábado, 27 outubro, 16h

Língua Gestual Portuguesa

Escolas: 22 a 26 outubro, mediante marcação

Descrição

No início, um jornal. Que as crianças folheiam, onde identificam notícias, umas insólitas, outras mais mundanas, e a partir do qual fazem uma escolha: que histórias escutar? A primeira grande decisão do leitor – e a primeira grande decisão dos espectadores de Sr. Ninguém, de Gustavo Vicente. As notícias, essas, não são sobre a atualidade jornalística. São histórias intemporais, quase todas recolhidas e adaptadas de Rosas de Atacama, de Luís Sepúlveda. Nelas fala-se de homens, mulheres – e até de um cão! – que se recusam a ceder, que resistem inconformados, que fazem pequenas revoluções anónimas. Não é para isto que os jornais servem? Para mostrar porque é que a vida merece ser vivida? Os jornais impressos parecem coisas de outro tempo, materiais em desuso, para os quais as novas gerações olham desconfiadas, desinteressadas. Que relação têm as crianças de hoje com as notícias? Em que momento, e de que forma, entram nas suas vidas? Há uma idade para começar a ler jornais? Para se ler sobre o que se passa no mundo? Não basta s-a-b-e-r ler?

jornal SR. Ninguém

HISTÓRIA VISUAL – SD

Ficha Técnica

Direção e dramaturgia Gustavo Vicente Criação Ainhoa Vidal, Gustavo Vicente e Inês Rosado Cenografia Carla Martinez Desenho de Luz e vídeo João Cachulo Música ao vivo Sérgio Nascimento Interpretação Gustavo Vicente, Carla Martinez e Sérgio Nascimento Coprodução Teatro Municipal do Porto e São Luiz Teatro Municipal

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides