Saltar para o conteúdo principal Mapa do Website Ajuda de navegação e acessibilidade Web

C., Celeste e a Primeira Virtude

Beatriz Batarda
©Beatriz Batarda
Datas e Horários

Público geral:
11 a 15 abril
terça a sábado, 19h30

21 e 22 abril
sexta e sábado, 19h30

 

Escolas:
18 a 20 abril
terça a quinta, 14h30

Público-alvo: ensino secundário
(por marcação: maisnovos@teatrosaoluiz.pt)

Local

Sala Mário Viegas

Preço

€12 (com descontos) | (Abrangido pelo Passe Cultura - disponível apenas na bilheteira do Teatro)

Classificação

M/12
Público-alvo: m/16

Acessibilidade
Língua Gestual Portuguesa

22 abril, sábado às 19h30

Descrição

C., Celeste e a Primeira Virtude é um espetáculo a propósito dos trilhos que o ensino artístico abre para o rasgo da invenção, esse lugar feliz em que a alma humana liga verticalmente a Terra ao abismo celestial.  Um espetáculo que pretende contribuir para debate honesto sobre a liberdade, o papel da Arte, o amor e o poder que se instala nos vários ismos – machismo, racismo, fascismo – e outras manifestações do medo.

Rita Cabaço, sentada de frente, cabisbaixa, mãos joelhos; Beatriz Batarda sentada de lado, perna cruzada, mão no queixo. Na parede projeção do computador, imagem de pessoa cabisbaixa.
©Rita Quelhas

 

Integrado na Bienal Cultura e Educação, 2023 RETROVISOR: Uma História do Futuro, Plano Nacional das Artes

 


 

Visite também a vídeo-instalação Corpos Celestes, nas mesmas datas, na sala Bernardo Sassetti.

Ficha Técnica

Texto e encenação Beatriz Batarda Apoio à Dramaturgia Nuno M Cardoso Interpretação André Simões, Beatriz Batarda, Binete Undonque, Guilherme Félix, Íris Runa, Joana Pialgata, Pedro Russo, Rita Cabaço Desenho de Luz Nuno Meira Cenografia Fernando Ribeiro Figurinos José António Tenente Sonoplastia Sérgio Milhano (PontoZurca) Vídeo e Assistência à Criação Rita Quelhas Apoio ao Movimento Íris Runa Assistência de encenação Mariana Lobo Vaz Direção de Produção Rita Faustino Produção Executiva Mariana Dixe Participação especial em vídeo André Marques, Bruna Lima, Catarina Campos Costa, Constança Villaverde Rosado, Djucu Dabó, Laura Mendonça, Leandro Paulin, Leonor Alecrim, Maria Ribeiro Torres, Maria Romana, Mariana Lobo Vaz,  Guilherme Pelote , Gonçalo Ribeiro, João Pires, João Raposo Nunes,  Joana Bernardo, Susana Luz Coprodução Causas Comuns, Centro Cultural Vila Flor, Cineteatro Louletano, Offkey Produções Artísticas, Teatro Viriato e São Luiz Teatro Municipal com o apoio de Officina Mundi, Câmara Municipal de Avis, O Espaço do Tempo e Cineteatro Louletano /// Causas Comuns é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal – Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes e é membro da Performart – Associação para as Artes Performativas em Portugal

VEJA TAMBÉM

Saltar controlos de slides